quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

FELIZ ANO NOVO COM O BLOG REINALDINHO

O Blog Reinaldinho deseja a todos um FELIZ 2010, paz , saude, alegria e muitos sonhos.

Pra quem jogou na Mega da virada, boa sorte.


Mensagens Para Orkut - MensagensMagicas.com

starsDeseje feliz Ano Novo aqui:
www.mensagensmagicas.com/ano-novo.html

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Feriado de Ano Novo pode ter 17% a mais de veículos no Sistema MG-050

O fluxo de veículos no Sistema MG-050/BR-265/BR-49 deverá ter um aumento de até 17%, a partir desta quinta-feira (31) até domingo (3). A Concessionária Nascentes das Gerais, responsável pela administração da malha viária, que liga Juatuba - Região Metropolitana de Belo Horizonte - a São Sebastião do Paraíso, na divisa de Minas Gerais com São Paulo, vai reforçar sua operação, buscando garantir uma viagem confortável e segura para os usuários, durante o réveillon. Assim, o volume de veículos na MG-050 deve ficar em torno de 35 mil por dia, no período de quinta-feira a domingo, totalizando 140 mil durante o período. O Sistema MG-050/BR-265/BR-49 foi concebido em regime de Parceria Público-Privada, pelo Governo de Minas.
Dessa forma, a Nascentes das Gerais aumentará o número nas viaturas de inspeção e também colocará mais funcionários nas praças de pedágio para evitar filas. O Centro de Controle Operacional (CCO), que deve ser acionado em caso de incidentes pelo telefone 0800 282 0505, receberá atendentes extras para suprir a demanda.
Durante o recesso de ano novo, haverá movimentação em locais que recebem obras de duplicação: na MG-050, entre Juatuba e Mateus Leme, e também na BR-491, no perímetro de São Sebastião do Paraíso. Além disso, a Concessionária manterá equipes de plantão ao longo da rodovia para a realização de reparos emergenciais.
A previsão é que o tráfego seja mais intenso entre as 12h e 18h de quinta-feira e também na manhã de sexta-feira. No domingo, quando boa parte dos veículos regressa a partir do meio dia, o fluxo também deve aumentar. “Quem puder sair desses horários, encontrará menos movimento”, diz Cláudio Rissardi, gestor da Concessionária Nascentes das Gerais.

A exemplo do que fez no recesso de Natal, período em que não foi registrado acidentes com vítimas fatais, a Concessionária Nascentes das Gerais promoverá campanha educativa na rodovia, com entrega de panfletos nas cabines. O tema da campanha é “Não faça ultrapassagem proibida”, uma das principais causas de graves acidentes em rodovias.

Fonte: Agência Minas

Brasileiros perderam tudo em conflito no Suriname, relata enviado da TV Globo




Em Paramaribo, capital do Suriname, o clima entre os brasileiros que se preparam para voltar ao Brasil é de tristeza e revolta, relata o enviado especial da TV Globo ao país, Júlio Mosquéra (clique no player acima para ouvir o boletim).

Muitos dos que foram vítimas do ataque por um grupo de quilombolas, conhecidos como marrons, na véspera do Natal, resistem a retornar ao país.

Leia mais notícias sobre as agressões

Isto porque, afirma o repórter, "eles não apenas foram agredidos brutalmente como também perderam tudo". "O que tinham ficou em Albina. É um retorno difícil em que eles sabem que vão ter que recomeçar a vida. Por isso mesmo muitos brasileiros preferem continuar por aqui", diz Mósquera.

Uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou às 12h40 desta quarta-feira da Base Aérea de Brasília em direção ao Suriname, com o objetivo de resgatar um grupo de brasileiros que pediu ajuda para deixar o país.

Insegurança em Albina
O clima em Albina ainda é tenso. A cidade, que fica a 150 km de Paramaribo, capital do Suriname, ainda não está receptiva aos brasileiros. "Conversei com o chefe de policia da cidade, ele disse que ainda não tem condições de dar segurança para que os brasileiros retornem ao dia a dia da cidade", relata o repórter.

"Os marrons, que são os surinameses nativos da região, dizem abertamente que este conflito com os brasileiros pode ainda trazer mais problemas se eles retornarem para onde trabalhavam antigamente. O que se espera agora é que a situação se apazigúe e só depois disso os brasileiros tenham condições de retornar", diz. Cerca de 150 brasileiros deixaram a cidade e foram para Paramaribo.

Prédio da Nasdaq é esvaziado por pacote suspeito


NOVA YORK, 30 Reuters (Reuters) - O edifício que abriga a bolsa de tecnologia Nasdaq em Nova York foi esvaziado nesta quarta-feira por conta de um pacote suspeito, afirmou um repórter da CNBC depois que recebeu uma ordem para deixar o prédio.

O pacote suspeito foi encontrado em uma van estacionada na Times Square. A polícia havia informado anteriormente que o veículo estava sob investigação, informou a CNBC.

(Por Daniel Trotta)
OGlobo

domingo, 27 de dezembro de 2009

Aécio volta a descartar ser vice em chapa com Serra

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), participou neste domingo da partida preliminar do tradicional Jogo das Estrelas, organizado pelo ex-jogador Zico, no Maracanã. O tucano não quis falar de política. "Estou na muda", brincou. Apenas reiterou que não tem planos de ser candidato a vice em chapa com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB).

"Não é o melhor caminho. Me dedicar à eleição de Minas é a melhor maneira de ajudar o nosso candidato", declarou, ao deixar o campo depois de jogar vinte minutos do primeiro tempo. O governador, que joga de meia-direita, voltou no segundo tempo e saiu quando seu time perdia por 5 a 3.

Aécio jogou ao lado de artistas como o sambista Diogo Nogueira e o ator Eduardo Moscovis, contra um time formado, entre outros, por Dado Dolabella, Marcelo Serrado e Kadu Moliterno. "Não dá para jogar a partida inteira, está um calor danado", comentou. O placar final foi 6 a 6, sem gols do governador.

Fonte: Portal UAI


Artigo: Os Mineiros e a Federação


Por Mauro Santayana,

A indecisão hamletiana de José Serra foi sempre calculada. Não dando a Aécio chance - na disputa das prévias - de articular as forças regionais em torno de sua candidatura, o empurrariam para aceitar a postulação à Vice-Presidência. O açodamento não é um pecado mineiro. Aécio recusou as cartas do jogo, a fim de não contribuir para uma posição subalterna de Minas. Qualquer venha a ser o futuro presidente, os mineiros, sob a liderança de Aécio, seja dando-lhe apoio, seja a ele se opondo, terão poder suficiente para influir no destino do país.

A decisão do governador de Minas foi tomada desde que sentiu, na seção paulista do PSDB, a intenção de desgastá-lo, mediante as manobras conhecidas.

Desde os militares, os governos têm buscado em Minas o atestado de credibilidade junto à nação: Castello Branco, com Alkmin; Costa e Silva, com Pedro Aleixo; Figueiredo, com Aureliano Chaves; Fernando Collor, com Itamar Franco; e, por fim, José Alencar, com Lula. Aécio percebeu que o problema era mais grave, porque confirmava a presunção de hegemonia de São Paulo sobre a Federação. Aécio sempre defendeu os direitos da Federação; não apenas os de Minas. Nisso, o governador segue a reivindicação federalista dos mineiros, dos gaúchos e pernambucanos que remonta aos farroupilhas, aos confederados de 1824 e aos luzias de 1842.

Como Aécio deixou bem claro, não podia ficar aguardando a decisão de Serra. Não podia atrelar sua carreira de homem público, nem os interesses de Minas e do país à carruagem imperial do governador de São Paulo. Ele quis dizer, e disse, que Minas oferece ao Brasil seu governador como candidato a presidente, mas não mais aceita oferecer um candidato a vice-presidente. Pelo menos, não aceita que o ocupante do Palácio da Liberdade, com suas pedras vetustas e sua força histórica, venha a ocupar o Palácio do Jaburu.

Por outro lado, qualquer representante de um povo - que, desde o século 18, tem defendido sua dignidade, com todos os meios - não pode ficar postulando à porta dos paulistas. Se o partido, pelas suas instâncias regulares, vier a chamá-lo para disputar a indicação dos convencionais, para disputar a Presidência, ele poderá, talvez, aceitar a convocação. Não sendo assim, é melhor ficar em Minas. Ele tem, como exemplo, a famosa postura de Bueno Brandão, quando o grande republicano disse que preferia cair com Minas, a cair em Minas.

Em 1913, os paulistas e mineiros decidiram unir-se contra a provável candidatura de Pinheiro Machado, nas eleições de 1914, na sucessão de Hermes da Fonseca. Desse pacto surgiu a candidatura de Wenceslau Braz, mineiro, em 1914, e a do paulista Rodrigues Alves, para o quatriênio seguinte. Ao afirmar a solenidade do compromisso, Bueno Brandão fez a frase histórica.

Perder a oportunidade - se Aécio a perdeu - de eleger-se presidente da República em novembro, não é desdouro, como tampouco perder uma eleição. Aécio, ao que parece, não está disposto a "cair em Minas". É improvável que, apesar de todas as pressões, aceite a Vice-Presidência. Isso seria cair em Minas, o que sua biografia não admite. Não lhe cabe dobrar-se à divisa da cidade de São Paulo (non ducor, duco), que se pretende uma nova Roma. Se, conforme as pesquisas, Serra ganha da mesma forma as eleições, com Aécio ou sem Aécio, por que constranger o mineiro? Se a questão é de chapa pura, seria mais razoável que ela se formasse com Serra e Fernando Henrique, Fernando Henrique e Serra, ou Serra e Geraldo Alckmin.

Tancredo e a história

O jornal Valor Econômico, de segunda-feira, publica curiosa entrevista do professor de sociologia Rudá Ricci. Em seu juízo, Tancredo era provinciano, que só ficou conhecido dois anos antes de 1985 e não tinha a dimensão de Ulysses Guimarães. Insinua que Aécio é tão provinciano quanto o avô, e Serra tão universal quanto Ulysses. Não sabe que Tancredo foi ministro da Justiça de Getulio; que evitou a guerra civil em agosto de 1961, quando da renúncia de Jânio; que foi primeiro-ministro de Jango; que se opôs com bravura ao golpe de 1964 (quando Ulysses a ele aderia) e - como disse Affonso Arinos - deu ao Brasil não só a sua vida mas também a sua morte.

Que Ricci não conheça a História da Conquista da Inglaterra pelos normandos, vá lá; mas, que não conheça a história recente do país, é constrangedor para a credibilidade da instituição acadêmica a que pertence.

Fonte: JB Online - 22/12/2009 - 23h59 - Coluna Coisas da Política: "Os mineiros e a Federação"

Diogo Mainardi avalia que Aécio agiu corretamente e no tempo certo ao abrir mão da pré-candidatura à presidência em 2010


Ao abrir mão da pré-candidatura à presidência em 2010, Aécio fez tudo de forma correta e no tempo certo. A análise é do articulista e escritor Diogo Mainardi, em comentário feito no programa Manhattan Connection (Programa de 20/12/2009), do domingo passado. Ele elogiou a administração do Aécio em Minas e acrescentou que a decisão da candidatura do PSDB agora está com o José Serra.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Aécio Neves, pela terceira vez consecutiva, eleito o melhor governador do Brasil, no ranking da Folha de S. Paulo

O governador de Minas, Aécio Neves, segue insuperável no ranking da Folha de S. Paulo e, pela terceira vez consecutiva, é apontado como o melhor governador do país. O Aécio é o mais popular do ranking de dez governadores avaliados pelo Datafolha, em pesquisa realizada entre os dias 14 e 18 deste mês.

Aécio obteve nota média de 7,5 numa escala de 0 a 10. Entre os moradores de Minas entrevistados na sondagem, 73% consideram o governo de Aécio ótimo ou bom, ante 19% que o avaliam como regular e apenas 6% que acham péssima ou ruim sua administração.

O mineiro já liderava o ranking na sondagem anterior, feita em março deste ano, quando obteve 75% de aprovação e nota média 7,6. Na pesquisa realizada pelo Datafolha em novembro de 2007, Aécio também liderou o ranking.

Os governadores de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e do Ceará, Cid Gomes (PSB), permanecem bem avaliados e ocupam, respectivamente, a segunda e terceira colocação no ranking do Datafolha. Ambos são os pré-candidatos favoritos nos respectivos Estados até o momento e disputarão a reeleição em 2010.

O governador de São Paulo, José Serra, subiu da quinta para a quarta posição. A nota média obtida pelo tucano é 6,6, a mesma da sondagem feita em março.

Antes sétimo colocado, o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), subiu uma posição. Sua nota média passou de 6,4 em março para 6,5.

Também estão mais bem avaliados os governadores peemedebistas de Santa Catarina, Luiz Henrique, passando da oitava para a quinta colocação, e do Rio, Sérgio Cabral, que foi do nono para oitavo lugar. Já o peemedebista Roberto Requião, do Paraná, caiu da quarta para a sétima posição.

Veja o ranking completo do Datafolha divulgado nesta sexta-feira:
Fonte Blog Aécio Presidente

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Morre Lincoln Afonso Bicalho



O ex-árbitro e ex-chefe da Comissão de Arbitragem da Federação Mineira de Futebol, Lincoln Afonso Bicalho, morreu hoje 25, em Belo Horizonte.

Ele lutava contra um câncer na língua há alguns meses. Lincoln chefiou a Comissão por 6 anos e renunciou ao cargo no dia 23 de março para se dedicar ao tratamento da doença. O corpo vai ser sepultado amanhã 26, às 13h, no Cemitério Parque Renascer.

Acesse o Video no JA

Agora ou Mais Pra Frente Aécio Presidente ( Aecio Blog )

Linda foto no Aécio Blog


quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Defesa Social assume as duas últimas cadeias da RMBH


A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) assumiu nesta quarta-feira (23) as duas últimas unidades prisionais da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) que ainda eram administradas pela Polícia Civil. Agentes do Comando de Operações Especiais (Cope) realizaram os procedimentos de limpeza e retirada de objetos das celas nas cadeias públicas de Lagoa Santa e Brumadinho. Com a mudança administrativa os municípios terão de volta sete policiais civis (três em Brumadinho e quatro em Lagoa Santa), antes ocupados com a guarda de presos. Cento e vinte agentes penitenciários (sessenta em cada unidade) substituirão os policiais.

“Estamos terminando o ano de 2009 cumprindo um compromisso que o governador tinha estabelecido para a Defesa Social de extinguirmos as carceragens da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Nós, que tivemos 19 carceragens apenas em Belo Horizonte, já não temos nenhuma desde o ano passado. Agora, conseguimos alcançar essa marca que é muito representativa”, disse o secretário de Estado de Defesa Social, Maurício Campos Júnior.


Leia mais na integra: Agência Minas

Cresce a participação do agronegócio nas exportações


A participação do agronegócio mineiro nas exportações totais do Estado, no período de janeiro a novembro de 2009, foi de 28,8%, na comparação com os 23,3% registrados no mesmo período do ano anterior. Os dados, divulgados pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), foram analisados pela Superintendência de Política e Economia Agrícola da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais.

Segundo o superintendente João Ricardo Albanez, “a nova posição do agronegócio na composição da balança comercial de Minas é devida, principalmente, à diminuição do volume das exportações de minério pelo Estado”.

Os dados do ministério apontam para a receita US$ 17,7 bilhões gerada pela exportação total de Minas Gerais, no acumulado dos onze meses. Já as importações em todos os segmentos foram da ordem de US$ 6,7 bilhões. Albanez explica que só o agronegócio estadual exportou US$ 5,1 bilhões e fez importações da ordem de US$ 290 milhões. As importações de trigo, em torno de US$ 50,4 milhões, equivalem a 22% das importações totais do agronegócio mineiro.


Leia mais na integra: Agência Minas

Fhemig atenderá urgência e emergência no feriado de Natal


As unidades da Rede Fhemig em Belo Horizonte atenderão urgência e emergência, conforme suas especialidades no feriado de Natal, dia 25 de dezembro, sexta-feira. A Fhemig garante que o paciente que necessitar de assistência será atendido por uma equipe de profissionais qualificados.

Hospitais da Rede Fhemig e suas especialidades:

HOSPITAL JOÃO XXIII

Av. Alfredo Balena, 400 (Santa Efigênia)

Fone: 3239.9302

Politrauma, grandes queimados e intoxicações graves

HOSPITAL JÚLIA KUBITSCHEK

Av. Cristiano Resende, 312 (Milionários/Barreiro)

Fone: 3389.7800

Clínica médica, cirurgia geral, pediatria e urgência gineco-obstétrica


Leia mais na integra: Agência Minas

Agências da Cemig não abrem na véspera do Natal e Ano Novo


A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informa que as agências e postos de atendimento da empresa não funcionarão nos dias 24 e 31 de dezembro, vésperas do Natal e do Ano Novo, bem como na próxima sexta-feira, 25 de dezembro, e também na sexta-feira seguinte, 1º de janeiro.

Nestes dias, solicitações de serviços e reclamações poderão ser feitas pelo Fale com a Cemig, no telefone 116. Esse serviço funciona 24 horas, e a ligação é gratuita. A Agência Virtual, disponível no site da Cemig (http://www.cemig.com.br/), também oferece diversos serviços com conforto e segurança.


terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Tempo de Celebrar


O governador Aécio Neves participou nesta segunda-feira (21), nos jardins do Palácio da Liberdade, de missa de confraternização e ação de graças celebrada pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor de Oliveira Azevedo. A celebração reuniu servidores públicos lotados nos palácios dos Despachos e da Liberdade e autoridades, entre elas o vice-governador Antonio Anastásia, os presidentes da Assembleia Legislativa, deputado Alberto Pinto Coelho, do Tribunal de Justiça, desembargador Sérgio Resende, além de vários secretários de Estado e deputados. A missa contou com a participação dos corais Libertas, de funcionários do Palácio dos Despachos, e das crianças da Fundação Caio Martins. O capelão do Palácio da Liberdade, monsenhor Lázaro de Assis Pinto, e os padres Fernando César Nascimento e Hélio Parreiras de Paula, concelebraram a missa.


Governador entrega Prêmio Excelência em Gestão Pública


O governador Aécio Neves entregou, nesta segunda-feira (21), no Palácio da Liberdade, o 4º Prêmio Excelência em Gestão Pública, uma iniciativa do Governo de Minas para estimular, reconhecer e valorizar ideias inovadoras dos servidores de Minas Gerais em temas relacionados à gestão pública. Durante a solenidade, o governador destacou que o trabalho dos servidores públicos, de todas as regiões do Estado, é fundamental para os bons resultados que o Governo de Minas alcançou nos últimos anos.

“Com uma extraordinária equipe de servidores públicos, estamos demonstrando que, com ousadia, inovação e coragem, é possível fugirmos das nossas atribuições cotidianas e avançarmos além delas. Demonstramos que é possível trazer novos instrumentos de gestão para o setor público e transformar esses novos instrumentos em avanços na qualidade de vida das pessoas, nos indicadores econômicos que o Estado vem buscando e, muito em especial, nos seus indicadores sociais”, afirmou.

O Prêmio Excelência em Gestão Pública é distribuído em três categorias. Para o primeiro lugar de cada uma delas, a premiação é de R$ 8 mil, para o segundo de R$ 4 mil e para o terceiro de R$ 2 mil. A premiação é coordenada pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), em parceria com a Fundação João Pinheiro e com o apoio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), que patrocina o prêmio.


Leia mais na integra: Agência Minas

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Presídio de Curvelo investe na ressocialização de detentos


Biblioteca, horta, oficina de conserto de bicicletas, salão de beleza, oficina mecânica e escola. Tais espaços estão à disposição dos presos que cumprem pena no Presídio de Curvelo, na região central de Minas. Coordenada pela Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), a unidade acolhe cerca de 150 detentos, que têm oportunidades de estudo, trabalho, atividades artesanais e orientação espiritual no local.

Seguindo o modelo já implantado demais unidades prisionais do sistema, os presos também têm assistência médica, odontológica, social, jurídica e psicológica. O detento Eurípedes Moreira Costa, de 26 anos, revela como é o serviço na oficina de bicicletas. “Eu e mais cinco colegas trabalhamos aqui. Eu sou uma espécie de professor para eles, porque aprendi sozinho, ainda criança, o serviço. Lixo, pinto, monto, desmonto. É muito bom ensinar para quem quer aprender”, alega.

Ele explica que as bicicletas ou peças vêm das apreensões feitas pela Delegacia Regional de Curvelo. Após recuperadas, as bicicletas serão doadas para serem reaproveitadas em projetos sociais com jovens. No mesmo galpão das bicicletas, encontram-se ainda o maquinário de uma oficina mecânica. O material consiste em um elevador hidráulico, uma “girafa” (máquina para retirar motores de carros) e quatro caixas de ferramentas, viabilizadas pela Superintendência de Atendimento ao Preso (Sape) da Suapi.


Leia mais na integra: Agência Minas

Mais de 130 mil veículos são esperados no Sistema MG-050 durante o Natal


O recesso de Natal aumentará o fluxo no Sistema MG-050/BR-265/BR-491 em até 10%. A previsão é do departamento de operações da Concessionária Nascentes das Gerais, empresa responsável pela administração, em regime de Parceria Público-privada (PPP), dos 371,4 quilômetros da malha viária. Dessa forma, a partir da próxima quinta-feira (24) a expectativa é que aproximadamente 33 mil veículos passem pelo Centro-Oeste e Sudoeste de Minas Gerais, totalizando, portanto, 132 mil durante o recesso que termina no próximo domingo (27).

O Sistema MG-050 tem início em Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), e vai até São Sebastião do Paraíso, na divisa entre Minas Gerais e São Paulo. Durante o feriado, para garantir uma viagem confortável aos usuários, será reforçado o número de viaturas de inspeção e também de funcionários nas praças de pedágio para evitar filas. O Centro de Controle Operacional (CCO), que deve ser acionado em caso de incidentes pelo 0800 282 0505, receberá atendentes extras para suprir a demanda.


Leia mais na integra: Agência Minas

181 Disque Denúncia continua em expansão para várias cidades de Minas Gerais


A eficiência obtida com o trabalho conjunto das polícias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros no combate à criminalidade, verificada nos 34 municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) que desde novembro de 2007 contam com o sistema unificado 181 do Disque Denúncia, tem sido o principal motivo do empenho em expandir o serviço para todas as demais cidades de Minas Gerais.

Com a marca de dois milhões de chamadas e mais de 100 mil denúncias recebidas, o Disque Denúncia já foi implantando em Uberaba, Uberlândia, Montes Claros, Governador Valadares, Juiz de Fora, Divinópolis, Ipatinga, Barbacena, Curvelo, Unaí, Teófilo Otoni, Pouso Alegre e em Lavras.
Lançado pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) em parceria com o Instituto Minas Pela Paz (IMPP), o Disque Denúncia Unificado (DDU) tem como objetivo disponibilizar um canal direto de comunicação à sociedade, para que ao ligar para o número 181, os cidadãos possam encaminhar denúncias anônimas de crimes e sinistros a qualquer uma das três corporações.


Leia mais na integra: Agência Minas

domingo, 20 de dezembro de 2009

Aécio Neves agradece ao apoio na Internet



Publicado originalmente no "Aécio Blog": "Uma Mensagem para VOCÊS!"

O jogo de Aécio Neves

Gaudêncio Torquato

Tancredo Neves era ás na arte de dizer um sim puxando as letras do não. Depois de entrevista a um repórter, pediu para ler o texto. Lá estava: "Não pretendo ser governador de Minas." Pediu licença, pegou a caneta e emendou: "Não pretendo ser candidato a governador de Minas."

Aécio Neves herdou a matreirice do avô. Anuncia, em nota, sua desistência do páreo presidencial de 2010. Antes que a leitura sugira fechamento de portas, é mais que oportuno o esclarecimento. Aécio, como a raposa Tancredo, quer dizer: "Quero ser presidente da República, mas reconheço que José Serra tem preferência. Cedo a vez para ele."

O gesto do governador mineiro, bem pensado, terá implicações na frente política com vista à disputa do próximo ano. Ao deixar José Serra entre a cruz e a caldeirinha - o governador paulista é tolhido na alternativa de recuo -, Aécio contribui para acelerar o processo eleitoral, ajustar o foco do discurso dos contendores, definir as alianças eleitorais e clarear os horizontes, que até o momento se mostram nebulosos. Com sua decisão o mineiro também demonstra preferência pela hipótese bastante utilizada no enfrentamento de circunstâncias adversas: nem sempre a menor distância entre dois pontos é uma reta, pode ser uma curva. O desvio momentâneo poderá ser-lhe útil para galgar, no futuro, meta mais ambiciosa que a vaga do Senado por Minas Gerais.

A retirada de Aécio da arena presidencial estreita o espaço de articulação do PSDB. A observação ampara-se no perfil de um governador que transita com facilidade na esfera partidária, colecionando amigos e simpatizantes nas grandes agremiações. Trata-se de um político de centro, identificado com um escopo pontuado por conceitos como modernização, eficiência e eficácia, desburocratização e integração de estruturas. Não se veste da coloração ideológica pesada que se impregna em bolsões de partidos, inclusive do PT, identificando-se como tucano defensor do ideário da social-democracia, cuja balança ajusta os pesos de uma economia aberta e plural com controles do Estado para evitar excessos. Por isso mesmo Aécio Neves se recusa a entrar no jogo do "a favor ou contra" o governo Lula. Tanto apoia programas como critica desvios.

O selo que inventou - "pós-lulismo" - lhe conferiria, enquanto candidato, boa condição para escapar da armadilha que o PT seguramente vai arrumar para capturar as oposições. A armadilha chama-se plebiscito. O petismo/lulismo anuncia a todo momento que a comparação entre os oito anos de FHC e os dois mandatos de Lula será objeto central da campanha. Aécio, de maneira cordial, sem arengas, fugiria à emboscada. Como? Reconhecendo pontos positivos, sem louvações exageradas, e pontuando sobre áreas que estão a merecer ajustes. Já o governador Serra terá dificuldades para enveredar por essa trilha, eis que simboliza o oposicionismo dos embates históricos entre PSDB e PT. Ademais, agrega valores, ideias e atitudes mais próximas ao perfil técnico de Dilma Rousseff. A verdade é que o ideário de ambos não parece tão diferente, havendo quem garanta ter o paulista visão até mais estatizante que a pré-candidata de Lula. As divergências dão-se mais na esfera de abordagens formais e detalhes do que no plano substantivo.

Sob o prisma partidário, diminuem as chances de amplo leque de alianças em torno da chapa oposicionista. O PSDB poderá atrair boa fatia do PMDB, por exemplo, mas essa parcela poderia ser mais larga caso Aécio fosse o candidato. O mesmo poderia ocorrer com outros partidos, entre eles o PDT, que chegaram a acenar simpatia pelo candidato mineiro. O estreitamento do espaço de articulação na seara oposicionista poderia ser compensado com a chapa puro-sangue. Serra e Aécio formariam uma dupla de peso e respeito. Mas esse é o busílis do tucanato. O risco é alto. Se ambos perderem a campanha, ficariam sem palanque. Passariam boa temporada em limbo político exatamente no ciclo em que se começa a enxergar a aura de um Brasil potente no contexto das nações. Ora, a viabilidade de derrota conta com certa lógica aritmética, fácil de recitar. Vejamos os grandes números que cercam a base da pirâmide: a Previdência Social beneficia cerca de 75 milhões de brasileiros, o salário mínimo laça 43 milhões e o Bolsa-Família, distribuído a 12 milhões de famílias, atinge 46 milhões de pessoas. Se considerarmos que os maiores contingentes desses programas tendem a votar pensando no bolso (leia-se também estômago), deduz-se que será dado um voto de agradecimento aos patrocinadores. Núcleos insatisfeitos - que se localizam nos estratos médios - poderão fazer contraponto ao discurso emotivo das margens, sem condições, porém, de abalar a avalanche que delas virá.

As oposições terão de achar um verbo para desconstruir espaços sociais pulverizados de programas, ações e benesses. Mudar? Se a palavra for essa, a candidata governista alçará voo. Melhorar, ajustar, aperfeiçoar? Soariam como promessas nas nuvens da abstração. A desconstrução dessa arquitetura seria possível sob um perfil que não assumisse o papel de cavaleiro do tropel da desarrumação. Essa seria a jornada de Aécio Neves. Que, ao ver o caminho tomado por obstáculos, não teve dúvidas. Imitou o gesto de Júlio Cesar ao atravessar o Rio Rubicão: "Alea iacta est" - a sorte está lançada. Mas a dúvida que aflige tanto a oposição quanto a situação persiste: e se José Serra desistir mais adiante, Aécio toparia entrar no lugar dele? Em política não existe ponte quebrada que torne inviável a volta de um cavaleiro andante. Os momentos fazem as circunstâncias. O que era impossível ontem poderá acontecer amanhã. Os timoneiros, os guerreiros, os estrategistas, os vencedores costumam se valer da audácia. Valor que T. S. Elliot brindou com a frase "somente aqueles que se arriscam a ir longe conseguem saber até onde podem chegar".

Resta saber o que Tancredo Neves, com seu indecifrável sorriso, andou cochichando aos ouvidos do neto nestes dias pré-natalinos.

Gaudêncio Torquato, jornalista, é professor titular da USP, consultor político e de comunicação

Aécio Neves inaugura obra do Proacesso e de programa de eletrificação em Bonito de Minas e Setubinha

O governador Aécio Neves e o vice-governador Antonio Anastasia inauguraram, neste sábado (19/12), dois trechos do Programa de Pavimentação de Ligações e Acessos Rodoviários aos Municípios (ProAcesso) nos municípios de Setubinha, no Vale do Mucuri, e Bonito de Minas, no Norte de Minas.

Os dois trechos somam 78,3 km de estradas pavimentadas, com investimentos de R$ 41,6 milhões.






sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Cidade Administrativa em 1 minuto


Hoje estamos lançando a nova série do blog, entitulada 1 Minuto. Serão vários vídeos de apenas 60 segundos, com assuntos de interesse público. O primeiro é sobre a Cidade Administrativa. Assista, comente e compartilhe.

Aécio Neves Inaugura Mais Obras do Proacesso em Setubinha e Bonito de Minas


O governador Aécio Neves inaugura, neste sábado (19/12), dois trechos do Programa de Pavimentação de Ligações e Acessos Rodoviários (Proacesso) nos municípios de Setubinha, no Vale do Jequitinhonha, e Bonito de Minas, no Norte de Minas. Os dois trechos somam 78,3 km de estradas pavimentadas, com investimentos de R$ 41,6 milhões.
Em Setubinha, o trecho a ser inaugurado, de 44 km, liga o município a Novo Cruzeiro. Já Bonito de Minas ganhou ligação por asfalto em 34,3 km, da cidade até o entroncamento para Cônego Marinho e Januária.
O Proacesso prevê a pavimentação de 5,5 mil km de estradas de acesso a 225 municípios mineiros que ainda não contavam com estrada asfaltada. Até o momento, 132 acessos estão concluídos e 80 estão em andamento, num total de 3.383 km de rodovias.
Cerca de 60% dos municípios contemplados pelo Proacesso estão no Norte de Minas, nos vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce e na região Noroeste. São áreas que possuem IDH abaixo da média estadual. Dos 79 municípios contemplados pelo Proacesso, nessas regiões, as obras já estão concluídas em 44 trechos, estando 35 com as obras em andamento.

Evento: Inauguração de obras do Proacesso em Setubinha (Jequitinhonha) e Bonito de Minas (Norte de Minas)

Data: 19-12-09

Local: Bonito de Minas – Praça Bom Jesus (próximo à Prefeitura)
Horário: 11 horas

Local: Setubinha – Praça Manoel Lopes da Silva (Centro)
Horário: 14 horas

Rodoviária de Belo Horizonte será transferida para o São Gabriel

Novo terminal terá saídas para a Cristiano Machado e Anel Rodoviário, além de integração com o metrô. Investimento será de R$ 100 mi

A Prefeitura de Belo Horizonte anunciou nesta sexta-feira que a nova rodoviária será no bairro São Gabriel, Região Nordeste da capital. A escolha foi feita, segundo o executivo, após vários estudos realizados ao longo de 2009. O investimento estimado é de R$ 100 milhões.

“No projeto de revitalização do novo Anel Rodoviário, feito pelo Dnit, acontecerão mudanças que facilitarão a implantação do novo terminal. Além disso, será um fator de desenvolvimento sócio-econômico para aquela região”, afirma o prefeito Marcio Lacerda (PSB).

Terminal São Gabriel encara primeiro teste Rodoviária de BH deve ter movimentação de 317 mil passageiros no fim de ano Rodovária em Contagem pode desafogar o trânsito na Grande BH Embarque de ônibus interestaduais é transferido para o São Gabriel BH terá R$ 1 bilhão para destravar o trânsito BH deve operar com dois terminais rodoviários Rodoviária de BH é reprovada em pesquisa nacional Lacerda quer decidir futuro da rodoviária em seis meses

De acordo com a prefeitura, o local tem acesso para avenida Cristiano Machado e pelo Anel Rodoviário, além de ter integração com o metrô. Além disso, outro fator que pesou na escolha é proximidade do novo trevo, construído para a Linha Verde: não será necessária a construção de viadutos e alças.
A escolha encerra uma polêmica que marcou o final do mandato prefeito anterior, Fernando Pimentel (PT). A prefeitura havia escolhido a região do Calafate, ao lado da Via Expressa, para receber a rodoviária. Moradores e especialistas de trânsito criticaram a proposta.

Um pré-projeto será apresentando no próximo mês, com a proposta arquitetônica e capacidade de operação da rodoviária. O processo de licitação será aberto em meados de 2010.

A previsão é que a obra seja acabada em 2012. Segundo a prefeitura, o prédio da antiga rodoviária, no Centro da capital, será usado com terminal turístico e de ônibus para o aeroporto de Confins.



Prefeito banca fotógrafo após anunciar mudança

Contagem

Outra mudança no sistema de transporte interestadual e intermunicipal na Região Metropolitana pode acontecer em Contagem. De acordo com o prefeito de Belo Horizonte, os dois municipios estudam uma parceria para a construção de uma rodoviária em Contagem.

Pelo menos 20% dos usuários da rodoviária da capital vêm de Contagem, Betim e Esmeraldas, além dos moradores da região do Barreiro. Caso a proposta seja concretizada, o trânsito, segundo a prefeitura, ficará melhor em Belo Horizonte.

Fonte: Portal Uai: "Rodoviária de Belo Horizonte será transferida para o São Gabriel".

Temporal derruba árvores em Belo Horizonte

Anel Rodoviário ficou alagado em vários trechos.
Várias ruas foram interditadas.

Um temporal derrubou árvores e deixou o trânsito complicado em muitas ruas de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (18).

O Anel Rodoviário de Belo Horizonte, principal via de acesso à Região Metropolitana, está alagado em muitos trechos. Pelo menos 47 arvores caíram em diversos pontos da cidade, durante a chuva forte.

Uma das arvores caiu em cima de quatro carros. Várias ruas foram interditadas.

Fonte: G1, com informações do Globo Notícia:

.Aécio dá tacada de mestre e põe Serra no corner


Bom mineiro o governador Aécio Neves. Acaba de aplicar um choque de realidade no colega José Serra, que reluta em assumir a candidatura. “Agora é Serra versus Dilma”, repete-se a cada canto do congresso, onde os últimos parlamentares tentam votar as últimas proposições do ano.

A desistência de Aécio quintuplica a pressão sobre o paulista para que saia em campo e assuma a candidatura. Serra terá de tomar a frente das negociações dos palanques estaduais, estará no foco da mídia como nunca, e terá de administrar pressões que o desagradam.

Os petistas também se enervaram com a súbita polarização da disputa. E com a perspectiva sempre presente de Aécio topar fechar com Serra uma chapa puro sangue. “Desejo sorte a eles!” – ironiza o líder petista na Câmara, Cândido Vaccarezza, sem saber exatamente o que significa a cartada de Aécio.

Democratas e tucanos insistem que a dupla Serra e Aécio será imbatível, capaz de reunir mais 35 milhões de votos, nos dois colégios eleitorais mais populosos do país. Mas contêm o entusiasmo: “eles é que são senhores do tempo” – afirma Agripino Maia, do Dem.

O mineiro Aécio Neves bem sabe disso. Afirma que “política é a arte de administrar o tempo”. Sabe que será chamado de volta, se Serra retardar a decisão de concorrer ou desistir de enfrentar uma Dilma em ascensão. Aécio só parece estar fora de campo. Na verdade, foi para o aquecimento.

Comentários de Leitores ao Saber do Pronunciamento de Aécio

Alexandre
Esta é uma péssima notícia. Efetivamente, Dilma Roussef acaba de vencer as eleições! Aecio representava a única candidatura de coesão, tanto política quanto regional: o Nordeste não votará em Serra! Resta agora assistir ao Show de Horrores de Ciro atacando Serra e Dilma querendo parecer simpática e Santinha...Lamentável!


Estou ESTARRECIDO. São 16:58 (17/12/09), e acabo de ler a notícia de que Aécio Neves, de viva voz, declarou que irá concorrer a uma cadeira no Senado Federal, abandonando a candidatura à Presidência!!!
Diga que é mentira!!!
Eu não posso crer. Ele irá desamparar a todos os brasileiros que nele tinham a esperança de um Brasil melhor com ele na Presidência a partir de 2011!!!


Agora não tenho mais em quem votar!
No Serra nem pra síndico eu voto!


O jeito será se contentar em votar na Dilma, que a seu favor tem o mesmo nome da minha amada esposa.


de um agora triste brasileiro,

Daniel Gonçalves Jr.
danieljr@totvs.com.br
17 de dezembro de 2009 16:14


Vocês viram a gafe da Dilma em plena reunião da cúpula mundial em Copenhague? Ela disse que o meio ambiente é uma ameaça ao desenvolvimento. Um absurdo...


Link para o vídeo - http://www.youtube.com/watch?v=cEMxWG_yWGw&feature=player_embedded


Nessa horas eu penso: Aécio presidente!
16 de dezembro de 2009 15:23

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Carta de Aécio aos Companheiros do PSDB

Belo Horizonte, 17 de dezembro de 2009.

Presidente Sérgio Guerra,

Companheiros do PSDB,

Há alguns meses, estimulado por inúmeros companheiros e importantes lideranças da nossa sociedade, aceitei colocar meu nome à disposição do nosso partido como pré-candidato à Presidência da República.

Como parte desse processo, defendi a realização de prévias e encontros regionais que pudessem levar o PSDB a fortalecer a sua identidade e integridade partidárias.

Assim o fiz, alimentado pela crença na necessidade e possibilidade de construirmos um novo projeto para o país e um novo projeto de País.

Defendi as prévias como importante processo de revitalização da nossa prática política. Não as realizamos, como propus, seja por dificuldades operacionais de um partido de dimensão nacional, seja pela legítima opção da direção partidária pela busca de outras formas de decisão. Ainda assim, acredito que teria sido uma extraordinária oportunidade de aprofundar o debate interno, criar um sentido novo de solidariedade, comprometimento e mobilização, que nos seriam fundamentais nas circunstâncias políticas que marcarão as eleições do ano que vem.

A realização dos encontros regionais foi uma importante conquista desse processo. O reencontro e a retomada do diálogo com a nossa militância, em diversas cidades e regiões brasileiras, representaram os nossos mais valiosos momentos. A eles se somaram outros encontros, também sinalizadores dos nossos sonhos, com trabalhadores, empresários e outros setores da nossa sociedade.

Ouvindo-os e debatendo, confirmei a percepção de um País maduro para vivenciar um novo ciclo de sua história. Pronto para conquistar uma inédita e necessária convergência nacional em torno dos enormes desafios que distanciam nossas regiões umas das outras, e em torno das grandes tarefas que temos o dever de cumprir e que perpassam governos e diferentes gerações de brasileiros.

Ao apresentar o meu nome, o fiz com a convicção, partilhada por vários companheiros, de que poderia contribuir para uma construção política diferente, com um perfil de alianças mais amplo do que aquele que se insinua no horizonte de 2010. E as declarações de líderes de diversos partidos nacionais demonstraram que esse era um caminho possível, inclusive para algumas importantes legendas fora do nosso campo.

Defendemos um projeto nacional mais amplo, generoso e democrático o suficiente para abrigar diferentes correntes do pensamento nacional. E, assim, oferecer ao país uma proposta reformadora e transformadora da realidade que, inclusive, supere e ultrapasse o antagonismo entre o “nós e eles”, que tanto atraso tem legado ao País.

Devemos estar preparados para responder à autoritária armadilha do confronto plebiscitário e ao discurso que perigosamente tenta dividir o País ao meio, entre bons e maus, entre ricos e pobres. Nossa tarefa não é dividir, é aproximar. E só aproximaremos os brasileiros uns dos outros, através da diminuição das diferenças que nos separam.

O que me propunha tentar oferecer de novo ao nosso projeto, no entanto, estava irremediavelmente ligado ao tempo da política, que, como sabemos, tem dinâmica própria. E se não podemos controlá-lo, não podemos, tampouco, ser reféns dele…

Sempre tive consciência de que uma construção com essa dimensão e complexidade não poderia ser realizada às vésperas das eleições. Quando, em 28 de outubro, sinalizei o final do ano como último prazo para algumas decisões, simplesmente constatava que, a partir deste momento, o quadro eleitoral estaria começando a avançar em um ritmo e direção próprios, e a minha participação não poderia mais colaborar para a ampla convergência que buscava construir.

Durante todo esse período, atuei no sentido de buscar o fortalecimento do PSDB.

Deixo a partir deste momento a condição de pré-candidato do PSDB à Presidência da República, mas não abandono minhas convicções e minha disposição para colaborar, com meu esforço e minha lealdade, para a construção das bandeiras da Social Democracia Brasileira.

Busco contribuir, dessa forma, para que o PSDB e nossos aliados possam, da maneira que compreenderem mais apropriada, com serenidade e sem tensões, construir o caminho que nos levará à vitória em 2010.

No curso dessa jornada, mantive intactos e jamais me descuidei dos grandes compromissos que assumi com Minas, razão e causa a que tenho dedicado toda minha vida pública.

Ao deixar a condição de pré-candidato à Presidência da República, permito-me novas reflexões, ao lado dos mineiros, sobre o futuro.

Independente de nova missão política que porventura possa vir a receber, continuarei trabalhando para ser merecedor da confiança e das melhores esperanças dos que partilharam conosco, neste período, uma nova visão sobre o Brasil.

É meu compromisso levar adiante a defesa intransigente das reformas e inovações que juntos realizamos em Minas e que entendemos como um caminho possível também para o País. Continuarei defendendo as reformas constitucionais e da gestão pública, aguardadas há décadas; a refundação do pacto federativo, com justa distribuição de direitos e deveres; e a transformação das políticas públicas essenciais, como saúde, educação e segurança, em políticas de Estado, acima, portanto, do interesse dos governos e dos partidos.

Devo aqui muitos agradecimentos públicos.

À direção do meu partido e, em especial, ao senador Sérgio Guerra pelo equilíbrio e firmeza com que vem conduzindo esse processo.

Aos companheiros do PSDB, pelas inúmeras demonstrações de apoio e confiança.

Manifesto a minha renovada disposição de estar ao lado de todos e de cada um que julgar que a minha presença política possa contribuir, seja no plano nacional ou nos planos estaduais, para a defesa das nossas bandeiras.

Aos líderes de outras legendas partidárias, pela coragem com que emprestaram substantivo apoio não só ao meu nome, mas às novas propostas e crenças que defendemos nesse período.

Nos reencontraremos no futuro.

A tantos brasileiros, pelo respeito com que receberam nossas idéias.

E a Minas, sempre a Minas e aos mineiros, pela incomparável solidariedade.

Aécio Neves

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Emater órgão do Governo Aécio Neves, está entre as cinco instituições finalistas que concorrem ao 8º Prêmio Furnas Ouro Azul


A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) está entre as cinco instituições finalistas que concorrem ao 8º Prêmio Furnas Ouro Azul, na categoria Empresa Pública. A Emater-MG participa do concurso com o Programa VerdeMinas que desenvolve diversas ações de preservação ambiental em várias regiões do Estado, por meio de seis centros de educação ambiental, denominados unidades VerdeMinas. A cerimônia de entrega será nesta quarta-feira (16), em Belo Horizonte, no espaço Ilustríssimo, na rua Maranhão, nº 56, no bairro Santa Efigênia, às 20h.

O programa, do Governo Aécio Neves, é coordenado pela Emater-MG e desenvolvido em parceria com instituições públicas estaduais, federais, prefeituras municipais e sociedade civil organizada, entre outros. No ano passado, a empresa conquistou o 2º e 3º lugares, com os projetos “Rio das Pedras: sangue da nossa terra, parte da nossa vida”, do escritório local de Glaucilância, e “Plantando Àgua com Consciência Ambiental na Bacia do Rio São Francisco”, de Brasília de Minas.


Leia mais na integra: Minas em pauta

Governo lança planos para a Região Metropolitana de BH


O Governo de Minas apresentou nesta terça-feira (15), no auditório da Secretaria de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), os planos de regularização fundiária e de redução de risco que irão beneficiar mais de 150 mil domicílios em assentamentos irregulares, somente nesta primeira etapa onde foram contemplados 14 municípios metropolitanos. Estiveram presentes no encontro os prefeitos de Jaboticatubas, Mateus Leme, Vespasiano e Florestal, vereadores e secretários municipais dos 34 municípios da RMBH e o secretário Dilzon Melo.

Durante o encontro foi realizada a avaliação das equipes das prefeituras municipais, das consultorias contratadas e da Sedru nos trabalhos concluídos em 2009 e nos que estão em andamento com conclusão para 2010.

Os planos elaborados pela Sedru fazem parte do Projeto Estruturador da RMBH e tiveram inicio em 2007. Hoje estão concluídos 13 Planos Municipais de Regularização Fundiária (Raposos, Rio Acima, Nova União, Caeté, Taquaraçu de Minas, Ribeirão das Neves, Ibirité, Sarzedo, Mário Campos, Confins, Pedro Leopoldo, Santa Luzia, Lagoa Santa), outros 15 estão em elaboração e serão concluídos até março de 2010; além de 7 Planos Municipais de Redução de Risco (Santa Luzia, Vespasiano, Ribeirão das Neves, Caeté, Rio Acima, Raposos e Ibirité) concluídos.


Leia mais na integra: Agência Minas

Governo Aécio Neves abre inscrições para a Pré-Conferência Estadual Setorial do Livro, Leitura e Literatura


Estão abertas, até a próxima sexta-feira (18) as inscrições para a Pré-Conferência Estadual Setorial do Livro, Leitura e Literatura que vai acontecer na segunda-feira (21). Todos os envolvidos com trabalhos de democratização do acesso à leitura, formação de leitores e com a cadeia criativa e produtiva do livro estão convidados a participar. Basta preencher a ficha de inscrição disponível no www.cultura.mg.gov.br e enviar para o e-mail indicado.

Propostas também podem ser enviadas para discussão através dos e-mails dail.sub@cultura.mg.gov.br ou sistema.sub@cultura.mg.gov.br. O encontro é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, através da Superintendência de Bibliotecas Públicas, e do Ministério da Cultura.


terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Governo Aécio Neves libera trecho da Antônio Carlos



A segunda etapa do alargamento da avenida Antônio Carlos, que liga a região central ao complexo da Pampulha já conta com a liberação de 650 metros de pista e outras obras também já foram inauguradas.

Palácio das Artes abre duas grandes mostras nesta sexta


A Fundação Clóvis Salgado recebe, em dezembro, duas grandes exposições: Cem Monas Lisas com Mona Lisa, inspirada na obra mais famosa do pintor renascentista Leonardo da Vinci, e O Aleijadinho Pop, do escultor mineiro Antônio Francisco Lisboa. A primeira mostra chega às galerias Genesco Murta e Arlinda Corrêa Lima, e a segunda, ao Espaço Mari’Stella Tristão, no Palácio das Artes. Cem Monas Lisas com Mona Lisa e O Aleijadinho Pop estarão abertas para visitação a partir desta sexta-feira (18), com entrada franca.

Até o dia 21 de fevereiro o público que vier ao Palácio das Artes poderá ver de perto exposições que têm um ponto em comum: as obras de verdadeiros gênios da arte como ponto de partida. Uma apresenta 100 releituras contemporâneas da pintura “da primeira dama” do pintor italiano da Vinci, todas elas feitas por artistas mineiros. Assinando as telas, nomes como Yara Tupynambá, Fernando Pacheco, Jarbas Juarez e Adão Rodrigues.

A outra mostra leva aos amantes da arte os trabalhos da artista plástica mineira Simone Ribeiro, que, em 14 telas, revisitou a Via Sacra do Santuário do Bom Jesus de Matozinhos e deu às obras um tom expressionista que vai além do barroco e do rococó esculpidos por Aleijadinho em Congonhas do Campo, Minas Gerais.


Leia mais na integra: Agência Minas

Minas Gerais é campeã, pela quarta vez, da Olimpíada Brasileira de Matemática


Minas Gerais conseguiu, pela quarta vez consecutiva, ser o estado com maior número de medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). A quinta edição da Olimpíada distribuiu três mil medalhas, sendo 300 de ouro, 900 de prata e 1,8 mil de bronze. Deste total, o Estado conquistou 776, contra 655 de São Paulo e 319 do Rio de Janeiro, que ficaram com a segunda e terceira colocações, respectivamente.

O resultado foi divulgado em Brasília, nesta segunda-feira (14) e Minas Gerais conseguiu o primeiro lugar em todas as categorias. Os alunos mineiros conquistaram 71 medalhas de ouro, contra 53 do Rio de Janeiro e 52 de São Paulo. Na categoria prata, os mineiros conquistaram 223, seguidos pelos paulistas, com 203, e fluminenses, com 123. Os alunos de Minas ganharam 482 medalhas de bronze, enquanto São Paulo ficou com 400 e o Rio de Janeiro obteve 143.

O número de participantes da quinta edição da Obmep foi recorde, passando de 18 milhões de alunos inscritos em 2008 para 19,2 milhões de estudantes este ano. Esse número representa uma adesão de 43,8 mil escolas de 99,1% dos municípios brasileiros. Em Minas Gerais, 4.245 escolas se inscreveram na Obmep, número que equivale a 85% das escolas do Estado que se enquadram no perfil da olimpíada. A premiação dos medalhistas acontece em março de 2010.

A Obmep é realizada pelo Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT), Ministério da Educação (MEC), Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa/MCT) e Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).


Inaugurada Escola de Conselhos Tutelares em Minas Gerais


Conselheiros tutelares terão a chance de participar de aulas de psicologia, direito e política para melhoria do desempenho

Para preparar melhor os profissionais que atuam diretamente nos conselhos tutelares, foi inaugurada a Escola de Conselhos Tutelares e de Direitos da Criança e do Adolescente em Minas Gerais. A escola é fruto da parceria entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) e da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG).

A partir de março de 2010, as primeiras turmas iniciarão o processo de capacitação por meio de aulas que envolvem disciplinas como sociologia, antropologia, política, direito e psicologia. A intenção é atender no primeiro semestre no ano que vem cerca de 900 conselheiros e levar, para todas as cidades que tenham uma unidade da Universidade, a oportunidade do treinamento.


A escola representa uma forma de contribuir para o desenvolvimento dos conselhos que atuam na defesa das crianças e dos adolescentes. “Esta parceria vai agregar novos valores aos conselheiros e potencializar as ações em prol das crianças e dos adolescentes de Minas Gerais”, afirmou Janete Gomes, reitora da UEMG.

Outros onze estados do Brasil já contam com a escola. Em Minas Gerais, a capacitação teve inicio em 2003. “Já foram capacitados mais de 3.500 profissionais da área. Juntos, Sedese e UEMG, queremos mostrar a importância das crianças e dos adolescentes para a construção do futuro melhor para Minas Gerais”, ressaltou o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Agostinho Patrús Filho.

Conselhos Tutelares

Com a missão de zelar pelo cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), os conselhos tutelares foram criados em 1990. Cada conselho é composto por cinco membros que são eleitos pela comunidade. Para ser conselheiro é necessário ter mais de 21 anos e residir no município.


Mensagem do Governador pelo falecimento de João Batista Oliveira

“Com grande pesar recebo a informação do falecimento do secretário João Batista. Um homem notável pela sua história de vida, dedicada à defesa dos Direitos Humanos. Como vereador e deputado, sempre atuou em favor das garantias fundamentais dos cidadãos. Foi autor e ajudou a aprovar leis que são marcos históricos na luta pelos Direitos Humanos em Minas e no país. Tenho grande orgulho de ter contado com ele em nossa equipe de Governo. João Batista honrou nosso governo nos últimos sete anos com competência e dedicação, sobretudo visando aos interesses daqueles cidadãos que mais necessitam. Minha solidariedade a seus familiares e amigos.”

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Morre subsecretário de Direitos Humanos João Batista de Oliveira


A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) informa que o subsecretário de Direitos Humanos, João Batista de Oliveira, morreu por volta das 22h30 da noite desse domingo (13), no Hospital das Clínicas, vítima de insuficiência hepática e renal. O corpo está sendo velado no Salão Nobre da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (até 15h) e será cremado nesta segunda-feira (14), às 17h, no Parque Renascer (Via Municipal Manuel Jacinto Coelho Júnior, 1.800, Chácara Boa Vista/ Contagem). João Batista tinha 56 anos.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Agostinho Patrus Filho, lamentou a perda. “Perdemos um grande batalhador pelos Direitos Humanos. A morte de João Batista de Oliveira, ex-deputado, vereador e subsecretário, é inestimável”.

Militante do Movimento das Pessoas com Deficiência desde a década de 70, João Batista era natural de Aimorés, foi vereador em Belo Horizonte, de 1983 a 1994 e deputado estadual por dois mandatos: 1994 e reeleito em 1998

Como vereador, atuou na Comissão de Direitos Humanos. Foi autor do primeiro projeto de lei que dá direito ao transporte gratuito às mães e acompanhantes de crianças com deficiência em deslocamentos para fins de reabilitação, tratamento e escolarização. Atuou no Movimento do Sem-Casa, de Belo Horizonte, além de exercer outras atividades voltadas para os Direitos Humanos.


Leia mais na integra: Agência Minas

Sinfônica de Minas apresenta-se no Museu Inimá de Paula


Na noite desta terça-feira (15), a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais deixa o Palácio das Artes para se apresentar em um outro palco bem especial. Sob regência do maestro Charles Roussin, os músicos fazem concerto ao lado da soprano Fabíola Protzner, no Museu Inimá de Paula (rua da Bahia, 1201, Centro). A entrada é franca, possibilitando aos amantes da boa música conferirem o talento de uma das mais importantes orquestras do país. No repertório, obras do gênio austríaco Wolfgang Amadeus Mozart.


Orquestra Sinfônica de Minas Gerais


Um dos três corpos artísticos mantidos pela Fundação Clóvis Salgado, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais foi criada em 1976 e, desde então, vem cumprindo importante papel como difusora da música erudita. Sempre aprimorando a excelência de suas performances, a Orquestra tem uma atuação diversificada e se apresenta em óperas, balés e concertos ao ar livre, na capital e no interior. No repertório do grupo, obras que abrangem todos os períodos da música sinfônica, do barroco ao contemporâneo.


Leia mais na integra: Agência Minas

Emater Minas vai instalar 59 unidades criação de peixe em tanques-rede – ação vai gerar renda para 708 famílias


Um projeto para a instalação de 59 unidades de criação de peixe em tanques-rede, no valor de R$ 4,2 milhões, está em negociação entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), o Ministério da Pesca e Aquicultura e a Federação dos Pescadores Artesanais de Minas Gerais. A implantação do projeto vai beneficiar 708 famílias, que terão oportunidade de aumentar sua renda com a criação de peixes.

Em reunião realizada no Ministério, o presidente da Emater-MG, José Silva, apresentou uma proposta de planejamento, feita a partir do levantamento das 24 colônias da Federação dos Pescadores Artesanais de Minas Gerais, com 25 mil associados em todo Estado. “O objetivo é que os pescadores sejam capacitados, recebam orientação técnica da Emater, passem a ser criadores de peixe e, com o tempo, se tornem guardiões dos rios”, explica o presidente da Emater-MG.


Leia mais na integra: Minas em pauta

SEEJ já recebe requerimento para bolsa-atleta


A Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ) já está recebendo requerimento para a bolsa-atleta. O recebimento foi assegurado através de edição, pelo governador Aécio Neves, do decreto 45.240, que regulamenta a Lei nº 17.803, de 15 de outubro de 2008, que instituiu a política de incentivo aos atletas praticantes do desporto de rendimento em modalidades olímpicas e paraolímpicas. Os atletas interessados deverão entregar o “Formulário de Adesão” até 31 de janeiro de 2010, impreterivelmente. Os recursos a serem repassados pela bolsa-atleta serão definidos pela Lei Orçamentária de 2010.

“Com a iniciativa, o Governo de Minas Gerais busca incentivar a competição esportiva nas diversas regiões do Estado, aliando o oferecimento de oportunidade do aperfeiçoamento técnico e do espírito de equipe ao fortalecimento da solidariedade entre os cidadãos mineiros”, afirmou o secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Gustavo Corrêa.

Segundo ele, “ao lançar a bolsa-atleta, o Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude, busca, em última análise, a construção de uma Minas Gerais forte, progressista e vencedora, convencido de que o Estado pretendido surgirá também dos esforços presentes e futuros dos nossos atletas”.


sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Pesquisa Vox Populi mostra Aécio na liderança da corrida presidencial

A pesquisa Vox Populi de intenção de votos para as eleições presidenciais de 2010, divulgada pela TV Bandeirantes nesta quinta-feira, mostra o governador Aécio Neves, na liderança pela corrida presidencial.

Aécio, candidato pelo PSDB, com 25% da preferência dos entrevistados, é seguido por Ciro Gomes, com 19%; Dilma Rousseff, 15%; e Marina Silva, 10%. Já sem Ciro Gomes, Aécio Neves fica com 29% das intenções de votos. Dilma conquista 21% do eleitorado, e Marina Silva tem 13 % da preferência.

Em outro cenário tendo como o governador paulista José Serra como o candidato do PSDB com 39% das intenções de voto, seguido por Dilma Rousseff, do PT, com 17%; Ciro Gomes (PSB) e Marina Silva (PV) tem 13% e 8% da preferência dos entrevistados.

Pesquisa levou em conta vices – Levando em conta a chapa com Aécio Neves e Ciro Gomes, a dupla fica com 35% da preferência dos eleitores; Dilma e Temer com os 20%; seguidos por Marina e Leal, com 11%.

Em outro cenário, a chapa com Serra e a senadora Kátia Abreu, do DEM, como vice teria 41% das intenções de voto, de acordo com a Vox Populi. Michel Temer (PMDB) como vice de Dilma Rousseff elevaria a porcentagem da petista para 20%. Marina Silva e o empresário Guilherme Leal aparecem em terceiro com 11%.


Veja outras informações no site da Band.

Campanha Proteja Nossas Crianças promove blitze educativas no interior


O posto da Ceasa de Contagem será cenário de uma das últimas ações da Campanha Proteja Nossas Crianças neste ano. A equipe da campanha vai promover uma blitz educativa nesta sexta-feira (11), para mobilizar o público que passar pela unidade em uma ação de enfrentamento aos crimes contra crianças e adolescentes. Os municípios de Curvelo, Divinópolis, Governador Valadares, Muriaé, Paracatu, São João del-Rei, Salinas, Uberaba, Teófilo Otoni e Varginha também estarão envolvidos na mobilização. As atividades serão realizadas das 8h às 12h.

Durante as blitze será distribuído o material gráfico da campanha, que enfatiza o Disque Direitos Humanos, como ferramenta de denúncias. No entreposto da Ceasa Contagem, por exemplo, a equipe do Proteja Nossas Crianças vai abordar os caminhoneiros, produtores, visitantes e compradores logo na entrada e, em seguida, percorrerá todo o interior da Central. Quem passar pela Ceasa também poderá assistir ao vídeo da campanha.

A expectativa é que mais de 100 mil pessoas sejam abordadas em todos os municípios. O objetivo é sensibilizar a população e, com isso, aumentar o número de denúncias feitas por meio do Disque Direitos Humanos (0800 031 1119). Neste ano, a Campanha Proteja Nossas Crianças realizou 146 ações, entre blitze educativas, exibição de filmes e abordou mais de 37 mil pedestres e 75 mil veículos.


Leia mais na integra: Agência Minas

Violência contra a mulher será debatida em BH nesta sexta


Especialistas na área dos direitos da mulher vão se reunir nesta sexta-feira (11), a partir das 10h, no Centro Vocacional Tecnológico (CVT) - avenida José Candido da Silveira, 2000, bairro Horto - para discutir questões relativas ao enfrentamento à violência contra a mulher e falar sobre a importância dos conselhos municipais. O encontro será transmitido, via videoconferência, para 64 municípios de várias regiões do Estado.

“O objetivo é atingir uma população bem maior. É uma estratégia importante, pois temos um Estado com dimensões continentais. Por isso, precisamos utilizar essas alternativas tecnológicas”, destaca a presidente do Conselho Estadual da Mulher (CEM), Carmem Rocha.

O evento encerra as ações do CEM com foco na Campanha Mundial dos 16 Dias de Ativismo, mobilização que luta pela erradicação desse tipo de violência e pela garantia dos direitos humanos.

Em todo o mundo, quatro datas representam essa luta no período de realização da campanha, de 25 de novembro a 10 de dezembro, daí a razão do nome 16 Dias de Ativismo. São elas: 25 de novembro – Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres; 1º de dezembro – Dia mundial de combate à Aids; 6 de dezembro – Massacre de Mulheres de Montreal e 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos. Além das quatro datas mundiais, foi incluído no Brasil o Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.


Leia mais na integra: Agência Minas

Cemig e Prefeitura de Belo Horizonte farão inventário das árvores da cidade




A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) assinam, nesta sexta-feira (11), convênio para realização do inventário da arborização urbana da capital. Esse inventário é fundamental para o conhecimento das características das árvores urbanas e para o manejo adequado e eficaz em cada uma delas.
O inventário consiste no levantamento de 235 mil árvores, que serão georreferenciadas, coletando dados como espécie, altura, diâmetros da copa e do tronco, estado fitossanitário e cova, além da existência e características de elementos urbanos em seu entorno (edificação lindeira, passeio, rede de energia elétrica etc.), entre outras informações. Dependendo da avaliação individual, será verificado se há necessidade de poda ou de remoção e substituição. O custo desse projeto, estimado em R$ 3 milhões, será dividido entre a Cemig, por meio do Programa Especial de Manejo Integrado de Árvores e Redes – Premiar, e a PBH.

Premiar

O Premiar, lançado em março deste ano, prevê a definição e implantação de políticas e ações conjuntas voltadas para o manejo da arborização urbana. O objetivo é assegurar os benefícios que a vegetação proporciona aos cidadãos e a qualidade do fornecimento de energia elétrica, ao reduzir as interrupções causadas por árvores.Para isso, a Cemig adota ações como a poda, manejo da arborização urbana juntamente com as prefeituras, substituição de redes convencionais de distribuição de energia por redes protegidas e isoladas, permitindo a convivência harmônica com a copa das árvores, e plantio de espécies compatíveis com o local e com a rede elétrica que atende os consumidores.


Matéria publicada: Agência Minas

Governo argentino interessado em participar de Congresso da Epamig


O embaixador argentino, cônsul geral da República Argentina em Belo Horizonte, Ramon Villagra Delgado, e o cônsul adjunto, Pablo Antonio de Angelis visitaram o presidente da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Baldonedo Arthur Napoleão, nessa quarta-feira (9), interessados em participar da 27ª edição do Congresso Nacional de Laticínios (CNL), da Epamig/Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), que em 2010 será realizado entre os dias 15 a 18 de julho, no Expominas Juiz de Fora.

Para o presidente da Epamig a participação institucional da Argentina no CNL é muito bem-vinda. “Nas últimas edições do CNL contamos com participação de empresas e técnicos de vários países, inclusive Argentina, mas será a primeira vez que o governo argentino é representado institucionalmente”, ressaltou. O consulado argentino em Belo Horizonte propôs participar com estande institucional, além de trazer empresas do ramo para expor produtos. “Um grupo de exportadores de maquinários tem interesse de participar da próxima edição do Congresso da Epamig”, disse o embaixador.

Durante a reunião, Baldonedo Napoleão manifestou intenção de conhecer mais sobre a pesquisa agropecuária desenvolvida na Argentina e, possivelmente, estabelecer convênio de cooperação técnica entre a Epamig e o Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (Inta). Segundo o embaixador seria uma importante parceria, “pois Minas Gerais é reconhecida por sua vocação agropecuária e vários pesquisadores do Inta especializaram-se nas Universidades Federais de Viçosa e Lavras”, concluiu Ramon Delgado.


Leia mais na integra: Agência Minas