sexta-feira, 23 de julho de 2010

Antonio Anastasia ressalta que o programa de combate às drogas de Minas é referência no país

Antonio Anastasia destaca que o governo de Minas possui programas de combate às drogas que são referência no País

Ele observa que os efeitos do tráfico e do consumo de drogas, em especial do crack, será o maior desafio a ser enfrentado pela humanidade nos próximos anos
O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição pela Coligação “Somos Minas Gerais” afirmou, nesta quinta-feira (22/07), em Belo Horizonte, que os efeitos do tráfico e do consumo de drogas, em especial do crack, será o maior desafio a ser enfrentado pela humanidade nos próximos anos. Ele também destacou que o Governo do Estado possui programas e ações de prevenção e combate às drogas que são referência no País, como o Fica Vivo!, o “Juventude e Polícia” e o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), iniciativa da Polícia Militar de Minas Gerais, que já atendeu 1,7 milhão de jovens em 394 municípios mineiros.

Dados do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas, da Escola Paulista de Medicina, apontam que 12% da população brasileira precisam de atendimento em função de dependência.

“Esse tema é uma das questões mais importantes que a sociedade brasileira está enfrentando e vai enfrentar ainda mais nos próximos anos. Minas Gerais tem, já, um projeto pioneiro, considerado modelo pelos outros estados, mas é claro que temos que avançar mais. E só há uma solução para essa questão terapêutica, que é exatamente a parceria com as entidades da sociedade civil. Nós já temos parceria com muitas entidades em Minas. Nosso programa de governo vai contemplar de maneira muito efetiva essas parcerias para conseguirmos recuperar cada vez mais essa questão das pessoas que têm dependência química, com as drogas”, disse Antonio Anastasia, durante ato, no Comitê Central de sua campanha, onde recebeu o apoio das 80 principais entidades sociais do Estado que prestam atendimento a dependentes químicos e familiares.

Minas também é o único estado brasileiro que possui uma Subsecretaria Antidrogas, criada em 2005 e que já atendeu diretamente 40 mil pessoas. O Governo do Estado já investiu R$ 70 milhões nas suas políticas antidrogas. “Não existe nenhuma estrutura similar no Brasil”, destacou o subsecretário Antidrogas, Clóvis Benevides. Ele frisou que Minas age praticamente sozinha. “O investimento de público no Governo Federal nas políticas do Estado é zero. Todo o dinheiro nas instituições parceiras, campanhas de prevenção e capacitação são exclusivos do Tesouro do Estadual”, afirmou.

Programas mineiros são referência

O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) é um dos mais bem sucedidos programas de prevenção à drogas do País. Com caráter social preventivo, o programa assiste anualmente 4.000 escolas públicas e particulares, oferecendo cursos que previnem o envolvimento dos jovens com as drogas por meio de métodos interativos como dramatização, discussão, reforço e as vivências em grupo.

Atualmente, o programa possui currículos que se destinam a crianças que estejam cursando a educação infantil e anos iniciais, a jovens do 5º e 7º Anos do Ensino Fundamental, como também a adultos da comunidade escolar em geral.

O Proerd é a versão brasileira do programa Drug Abuse Resistence Education (Dare), implantado inicialmente nos Estados Unidos e desenvolvido em mais de 40 países. A iniciativa é considerada pelas Organizações das Nações Unidas (ONU) como um dos maiores programas de prevenção ao uso das drogas e contra a violência do mundo.


Fonte:Coligação “Somos Minas Gerais”


Itamar Franco define com líderes do PPS linha de ação para definir apoio a Antonio Anastasia ao Governo de Minas


Candidato ao Senado pede empenho de 33 prefeitos e lideranças municipais do partido para defender campanha da coligação “Somos Minas Gerais”

O ex-presidente Itamar Franco, candidato ao Senado Federal pela coligação “Somos Minas Gerais”, recebeu nesta quinta-feira (22/07) o apoio de lideranças políticas do PPS de todo o Estado. O encontro ocorreu na sede estadual do partido, em Belo Horizonte, onde foi debatido o papel de cada líder regional na mobilização para a reeleição do governador Antonio Anastasia, e eleição de Itamar Franco e do ex-governador Aécio Neves ao Senado Federal. O PPS elegeu 33 prefeitos nas últimas eleições municipais em Minas.

“Evidentemente o apoio do PPS é fundamental, não só porque pertenço ao partido, mas, sobretudo, a militância do PPS terá um papel fundamental nessas eleições. Então é com muita alegria que estou aqui para conversar, ouvir as sugestões que eles terão a apresentar. Mas ainda iniciamos uma caminhada”, disse o ex-presidente.

Itamar Franco destacou que os candidatos da coligação “Somos Minas Gerais” concentrarão seus esforços para apresentar propostas e projetos para melhorar ainda mais a qualidade de vida da população de Minas Gerais.

“Tanto a candidatura à reeleição de Antonio Anastasia, quanto as candidaturas do ex-governador Aécio e a minha vão apresentar propostas. Evidentemente, o governador apresenta no seu campo de atuação. Teremos que apresentar naquele campo que vamos atuar, que é na regionalidade que significa o Senado da República”, afirmou Itamar Franco.

O ex-presidente Itamar Franco pediu o empenho das lideranças e ressaltou a integração dos militantes em torno da campanha da coligação “Somos Minas Gerais”, que vão caminhar juntos até 3 de outubro para reeleger o governador Antonio Anastasia.

“Vejo uma coligação harmoniosa e esse entendimento que existe entre nós candidatos e, sobretudo, entre os partidos que representam a chapa, é harmônico. Sendo harmônico significa que não há divisão e a caminhada será uma caminhada conjunta”, afirmou Itamar.


Fonte: “Coligação Somos Minas Gerais” – 22/07/2010

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Campanha eleitoral ecoeficiente: Antonio Anastasia adota ‘carbono zero’ para neutralizar a emissão de gases do efeito estufa


Campanha de Antonio Anastasia é a primeira do Brasil a adotar “carbono zero”

A campanha eleitoral da coligação “Somos Minas Gerais” será a primeira no Brasil a adotar medidas para neutralizar a emissão de gases do efeito estufa, dentro do conceito “carbono zero”. Todas as atividades de impacto ambiental da campanha, como o consumo de energia elétrica, combustível, papel, plástico, entre outros, serão compensados com o plantio de árvores. A medida foi anunciada, candidato à reeleição, governador Antonio Anastasia, na manhã desta terça-feira (20/07), durante abertura do Comitê Central dos candidatos da coligação, em Belo Horizonte. Antonio Anastasia, o ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado, se reuniram no local com importantes ambientalistas.

“Vamos fazer uma inovação. Vamos colocar em nosso plano de governo, de tal modo que o Estado progressivamente vá adotando a chamada economia de baixo carbono. Todos somos testemunhas de como o clima tem se modificado no mundo e aqui entre nós também. Prejudica a agricultura, prejudica a nossa qualidade de vida. Todos temos de ter hoje esse compromisso com o meio ambiente. Estamos aqui com a presença de grandes nomes, inclusive brasileiros, na área ambiental, com esse propósito”, disse o governador Antonio Anastasia.

Plantio de árvores

O plantio das árvores para compensar a emissão de gases será realizado pela coligação “Somos Minas Gerais” em parceria com a empresa de reflorestamento Plantar. A neutralização do carbono reduz no ambiente o impacto de gases como o dióxido de carbono, responsáveis pelo efeito estufa e pelas mudanças climáticas.

A compensação será feita da seguinte forma: a partir de um levantamento dos gastos em todos os comitês da campanha – desde número de carros, quilômetros percorridos, litros de combustíveis até uso de papel, energia elétrica e água consumidas e produção de lixo – é feito um cálculo sobre o número de árvores que devem ser plantadas para neutralizar o impacto ambiental provocado.

A quantidade e espécies das árvores a serem plantadas são indicadas por uma empresa especializada e certificada pela ONU dentro dos critérios do Protocolo de Kyoto. A medição da emissão de carbono será feita pela Fundação SOS Mata Atlântica, que tem a metodologia para esse tipo de cálculo.

Referência no país

O coordenador da Fundação SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani, elogiou o pioneirismo da campanha da coligação “Somos Minas Gerais” e afirmou que o exemplo deve ser seguido por outras campanhas eleitorais em todo o país. Mantovani também destacou que a
“A campanha de carbono neutro é referência não só em Minas, mas no Brasil, porque não tem outra como esta. Então temos que aprender com isso. Onde há um compromisso como esse, há um compromisso com a cidadania e com a vida”, afirmou.

A presidente da Amda, Maria Dalce Ricas, destacou que as entidades ambientais serão fundamentais para a execução das medidas adotadas pela campanha do Carbono Zero.

“Não podemos deixar de prestigiar e de apoiar essa ideia, porque realmente esperamos que ela se torne até uma marca de outras campanhas. Felizmente, em Minas Gerais está saindo à frente na campanha do governador Anastasia e ex-governador Aécio Neves”, afirmou.

Apoio de ambientalistas

O encontro no Comitê Central contou com a presença de grandes especialistas sobre o meio ambiente no Brasil, o coordenador do Projeto Manuelzão, professor Apolo Heringer Lisboa; o paleontólogo Cástor Cartelle e o ambientalista Ângelo Machado, da Fundação Biodiversitas; além do secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e ex-ministro do Meio Ambiente, José Carlos Carvalho.


Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Itamar Franco mantém encontro com a executiva estadual do PPS e comemora 16 anos do Plano Real e defende reformas fiscal e tributária


Em encontro com a juventude do PPS, em Belo Horizonte, ex-presidente comemorou os 16 anos do Plano Real, implementado durante sua gestão à frente da Presidência

O ex-presidente da República e ex-governador de Minas Gerais, Itamar Franco, candidato ao Senado Federal pela coligação “Somos Minas Gerais”, participou, nesta terça-feira (20/07), de encontro com a executiva estadual do PPS, seu partido, em Belo Horizonte. Ele comemorou os 16 anos do Plano Real, criado em 1º de julho de 1994, quando era presidente da República, mas destacou que a moeda brasileira precisa urgentemente ser reforçada por duas reformas, a Tributária e a Fiscal.

“O Plano Real, desde 1995, deveria ter estabelecido mais dois pilares. Infelizmente, até hoje, não tivemos a reforma Tributária e nem a Fiscal. Então ele se tornou incompleto. A verdade é que todo este arcabouço econômico, que vem sendo feito nestes 16 anos, continua dependendo do Plano Real. Vamos mostrar sua importância, porque alguns querem tamponar a importância do Plano Real, mas é muito difícil que isso aconteça”, disse o ex-presidente, que se reúne neste momento com a juventude do PPS.

Ele recordou que quando assumiu a Presidência da República encontrou o país com uma inflação da ordem de 30% ao mês e que o Plano Real, instituído em seu governo, pôs fim à desestabilização da moeda nacional. Para melhorar ainda mais o Real, o ex-presidente destacou que existem propostas para que as reformas Tributária e Fiscal sejam feitas por meio de uma miniconstituinte.

“Precisamos lembrar que tínhamos, na época, uma inflação de quase 30% ao mês e, hoje, não chega a 2%. Previsto para este ano uma inflação de 4,5% ao ano. É uma diferença muito grande do país que encontramos e do país que hoje está. É claro que no Senado teremos outros assuntos para debater, mas, sobretudo, a reformulação de ordem tributária. Alguns imaginam que tanto a reforma tributária quanto outras deveriam ser feitas por meio de uma miniconstituinte. Possivelmente vamos debater na campanha e no Senado”, disse Itamar Franco.

O ex-presidente acrescentou que está animado com a campanha que faz ao lado do governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, e do ex-governador Aécio Neves, também candidato ao Senado Federal.
Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Ambientalistas em Minas garantem apoio a Antonio Anastasia

video video

terça-feira, 20 de julho de 2010

Antonio Anastasia, Aécio Neves e José Serra inauguram comitê no Centro de Belo Horizonte


Antonio Anastasia, Aécio Neves e José Serra inauguram comitê da coligação “Somos Minas Gerais”

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, e os candidatos à Presidência da República, José Serra, e ao Senado Federal, Aécio Neves, acabam de participar da abertura do Comitê Central da coligação “Somos Minas Gerais”. Instalado no hipercentro de Belo Horizonte (rua Caetés, 857), o comitê será ponto de referência para distribuição de material da campanha para militantes e lideranças políticas. Eles foram recebidos por centenas de pessoas no comitê, onde distribuíram panfletos e bótons.

Os candidatos caminharam pela ruas Guarani e Caetés, e foram cumprimentados e saudados por comerciantes e pedestres. Neste momento, os candidatos embarcam para Divinópolis (região Centro Oeste), onde fazem carreata pelas ruas da cidade e participam de ato político no Clube Estrela do Oeste.


Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Antonio Anastasia destaca infraestrutura de Governador Valadares para ser sub-sede da Copa 2014


Cidades mineiras se preparam para receber delegações estrangeiras na Copa 2014


Em visita a Governador Valadares, Antonio Anastasia destaca infraestrutura da cidade para ser uma sub-sede do mundial

Minas Gerais avança nos preparativos para sediar os jogos da Copa do Mundo de 2014 e da Copa das Confederações em 2013. As obras do estádio do Mineirão, o principal estádio mineiro, estão rigorosamente dentro do prazo estabelecido pela FIFA. Além disso, cidades de várias regiões de Minas já começam a se estruturar para se candidatarem a receber delegações de seleções internacionais durante as duas competições.

Durante visita a Governador Valadares (Vale do Rio Doce), o governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição pela Coligação Somos Minas Gerais, afirmou que a cidade do Leste mineiro possui uma das melhores condições para ser subsede do mundial. Além de disponibilizar o atual estádio José Mammud Abbas, com capacidade para 5,5 mil pessoas, a prefeitura e a universidade Univale, estudam a construção do Estádio Municipal Universitário, capaz de receber 15 mil torcedores. Antonio Anastasia destacou, no entanto, que a decisão para receber as seleções não caberá ao governo, mas às próprias delegações estrangeiras.

“Várias seleções vão se dirigir para o Brasil, e vamos ter as chamadas subsedes. São cidades próximas à capital que tem de ter aeroporto, rede hoteleira e um bom estádio para ser uma subsede. Acho que Valadares tem todas as condições. Então é uma das cidades que pode competir. Mas a decisão não é nossa. A decisão é das seleções estrangeiras, que vão escolher e optar por onde vão ficar”, disse.

Obras do Mineirão

O governo do Estado está cumprindo integralmente o cronograma apresentado à Fifa, visando consolidar Belo Horizonte e Minas Gerais como um dos principais palcos para a realização da principal competição do futebol mundial. A segunda etapa de obras do Mineirão já está em andamento.

O novo Mineirão será um dos mais modernos estádios do país e estará concluído em dezembro de 2012, exatamente dentro do prazo definido pela FIFA para a realização da Copa das Confederações de 2013, evento teste para a Copa do Mundo. O governador Antonio Anastasia ressaltou a importância que o novo Mineirão terá no impulso para o esporte de Minas.

“O Mineirão, a partir de 2013 vai ser um estádio muito bom. Talvez o melhor do Brasil. Isso vai dar um impulso muito grande ao futebol mineiro. Ao próprio Cruzeiro, ao Atlético, ao América, aos times do interior. Então, acho que, como o Mineirão foi feito em 1965, o futebol era um antes de 1965 e um depois. Mesma coisa, agora, com o novo Mineirão”, destacou.

Arena do Jacaré

No período em que as atividades no Mineirão estiverem suspensas, os jogos dos grandes times da capital mineira na Copa do Brasil, nos campeonatos Mineiro e Brasileiro e na Libertadores da América, serão realizados na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, localizada a 70 km da capital, e no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Os dois estádios também estão sendo reformados e ampliados para oferecer mais conforto e segurança ao torcedor e atender as exigências de realização dos grandes campeonatos. A Arena do Jacaré já vem recebendo jogos de Atlético, América e Cruzeiro pelo Campeonato Brasileiro deste ano. O novo Independência deve ser entregue em outubro. A modernização dos três estádios faz parte do projeto da Copa de 2014.


Fonte: Coligação ” Somos Minas Gerais”